Encontros Como Anda e passos para o futuro da mobilidade a pé

No mês de agosto, convidamos organizações que atuam em mobilidade a pé e especialistas de todo o Brasil para uma apresentação e avaliação em conjunto sobre os resultados do trabalho realizado pela pequisa Como Anda ao longo de 2016.

Image for post
Image for post
Encontro Online do Como Anda
Image for post
Image for post
Encontro Presencial do Como Anda

Foram realizados dois encontros. O primeiro, online, no dia 10/08, com a participação de 10 organizações e movimentos de 5 cidades do país; e o segundo, presencial, no dia 20/08, com mais de 15 representantes de organizações da cidade de São Paulo. Os encontros foram divididos em dois momentos principais:

  • Apresentação e discussão dos dados obtidos a partir do mapeamento de 107 organizações, a utilidade das informações para as organizações e hipóteses sobre os resultados finais; e
  • Discussão sobre as possibilidades de atuação do projeto Como Anda, dada a visão das organizações sobre o resultado e principais lacunas identificadas em relação aos movimentos e organizações que trabalham pela mobilidade a pé.

O objetivo principal dos encontros era ter uma visão coletiva da relevância da pesquisa Como Anda, bem como as mais interessantes possibilidades de atuação no futuro.

Os resultados obtidos no encontro online mostrou que uma das prioridades para o fortalecimento dos movimentos é a possibilidade de maior integração entre os mesmos, realizando encontros presenciais e formações que envolvam organizações fora da cidade de São Paulo, e que, ao mesmo tempo, ofereçam ferramentas, metodologias e suporte para que estas possam aprimorar seu planejamento estratégico e trocar experiências sobre casos de sucesso.

Já no encontro presencial, em São Paulo, foi apontada a necessidade de um planejamento para captação de recursos financeiros, possibilitando o desenvolvimento de projetos. Além disso, a plataforma digital de Pesquisa do Como Anda foi considerada como uma possível vitrine de projetos, criando a possibilidade de acelerar e aprimorar a troca de experiências entre as organizações, e, portanto, destacou-se a relevância da continuidade do mapeamento das iniciativas relacionadas à mobilidade a pé no Brasil.

Image for post
Image for post
Apresentação dos resultados das discussões
Image for post
Image for post
Avaliação do processo pelos participantes

Nos dois encontros, foi apontada a criação de manuais e guias com diretrizes para planejamento e atuação das organizações que atuam pela mobilidade a pé como uma nova atividade a ser realizada pela Pesquisa, facilitando ainda mais a troca de experiências. Além das questões diretamente relacionadas com a atuação das organizações, os participantes dos encontros lembraram da importância do aumento da conscientização e maior divulgação de questões relacionadas a mobilidade a pé para públicos que ainda não estão engajados no tema, destacando a pertinência de envolver estes atores a fim de que compreendam melhor o perfil e as motivações do pedestre no Brasil.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store